Noticias do Mundo Corporativo

Noticias do Mundo Corporativo

O futuro do setor gráfico
por  Publicado na Categoria Tecnologia

Ao longo dos últimos anos, com o advento das mídias digitais, o mercado de impressão foi colocado sob suspeita. Acreditava-se que em pouco tempo ele seria suprimido por novas tecnologias. Agora, com o amadurecimento das técnicas de impressão e de distribuição de conteúdo, principalmente nomercado editorial, começa a ficar mais claro o papel da indústria gráfica. E os mitos que antes davam frio na espinha de qualquer empresário do setor ou empresas de mídia, começam a ser desmentidos.

Benny Landa, CEO da Landa Corp, e especialista no setor, afirmou em palestra recente que embora o mercado editorial esteja caminhando, de fato, para uma concorrência maior com mídias digitais, ainda haverá grande espaço para as gráficas no setor de embalagens, por exemplo.“Ao contrário do setor editorial, a maioria das aplicações comerciais de impressão e embalagem não podem ser substituídas pela mídia digital”.

Outra possibilidade aventada para o mercado é que mesmo diminuindo a demanda vinda das editoras, os pedidos que o mercado de livros, revistas e jornais fizer às gráficas terão valor agregado maior, por serem impressões especializadas, como o 3D e a impressão sob demanda, por exemplo.

Veja as quatro características do setor gráfico no futuro

1) Eficiência: É cada vez mais imperativo ganhar competitividade em termos de perdas e geração de valor “per capita”. O faturamento médio por funcionário da gráfica brasileira é de US$ 50 mil anuais, relativamente baixo comparado a outras indústrias;

2) Especialização notória: É preciso saber se distinguir como líder no share of mind do seu cliente. A especialização, o controle de processo, e a liderança de determinado segmento, são ferramentas indispensáveis para a sobrevivência;

3) Agregar valor: As gráficas do futuro deverão identificar oportunidades de agregar serviços a partir da visão do cliente, não da sua própria;

4) Flexibilidade: Empresários com máquinas offset precisam considerar mais a impressão digital. Além disso, produtos plásticos impressos não são considerados gráficos, no sentido tradicional. É preciso rever processos e a cultura da empresa para entregar mais do que papel impresso.

Matéria publicada na edição ° 04 da Revista The Message, Agosto/Outubro, 2014.

 

O impresso não morreu
 
Estudo inédito realizado pelo instituto Datafolha, reforça a campanha Two Sides Brasil e destaca que 80% dos entrevistados preferem ler em papel ao invés de uma tela.
Mirtes Lima, para o Guia do Gráfico
 
Fortalecendo o mercado de produção impressa, o estudo mostra expectativas positivas sobre a demanda de consumo. Com abrangência nacional, o Datafolha visitou 135 municípios, contemplando regiões metropolitanas e cidades do interior . Com base na amostragem do censo do IBGE, foram realizadas 2.074 entrevistas, entre os dias 04 e 08 de agosto de 2014, as informações resultam em 95% de confiabilidade com margem de erro de dois pontos percentuais.
 
O foco do estudo é retratar os hábitos do consumo em mídias impressas/digitais e revelar a percepção dos brasileiros, com idade a partir de 16 anos, sobre a sustentabilidade existente na indústria que tende a ser cada vez mais responsável com o meio ambiente.
 
Números
 
A pesquisa divulgada no ultimo dia 14 (terça-feira), expõe que a preferência por livros, revistas e cartas em papel é característica, respectivamente, de 59%, 56% e 55% da população. Em contra partida os adeptos as mídias eletrônicas são 35%, 37% e 38%, respectivamente. Em relação ao jornal impresso 48% preferem o eletrônico e 46% pró-impresso. Porém de modo geral, 80% afirmam que ler em papel é mais agradável do que ler em uma tela.
 
Com base no estudo, a maior adesão do eletrônico como mídia mais sustentável ocorre entre a população mais jovem, na faixa etária de 16 a 34 anos, com ensino superior e pertencente às classes A e B. Outro dado importante é que para a armazenagem de documentos, 82% dos entrevistados afirmam que o impresso é líder, versus 17% dos entrevistados que preferem arquivos digitais.
 
A importância da renovação de florestas para conter o aquecimento global e da reciclagem como característica de produtos sustentáveis também teve destaque no estudo, 92% dos entrevistados reforçam esse ponto.
 
Porém apenas 44% acreditam que a cadeia do papel e da impressão reciclam mais do que outras indústrias.
 
Informar para esclarecer
 
Com avanço das novas tecnologias, um “fantasma” que ronda as redações, gráficas, editoras e todos ligados a este segmento, é a extinção dos meios de comunicação impressa. Para desmistificar essa realidade cercada de argumentos como: baixo custo para produção em grande e rápida escala, sustentabilidade ao reduzir o uso de papel, facilidade no manuseio e arquivo de dados etc. A campanha Two Sides Brasil, coordenada pelo Sindicato das Indústrias Gráficas no Estado de São Paulo (Sindigraf-SP) busca informar a sociedade de modo geral sobre os benefícios em manter essa mídia viva, e esclarece os pontos que são trabalhados para tornar o mercado cada vez mais sustentável “Trata-se de um retrato inédito do leitor e do consumidor brasileiro e pode surpreender quem considera o impresso ultrapassado”, relatou Fabio Arruda Mortara, presidente do Sindigraf-SP.
 
Campanha Mundial
 
A Two Sides Brasil integra a maior campanha mundial em favor da comunicação impressa e conta com apoio de 42 entidades, que congregam cerca 80 mil empresas, geradoras de 615 mil empregos diretos e faturamento anual de US$ 40 bilhões. A campanha Two Sides surgiu na Inglaterra e hoje está presente nos principais países europeus, nos Estados Unidos, no Canadá, na África do Sul e na Austrália. Seus objetivos são desfazer mitos e difundir informações sobre a sustentabilidade do uso do papel e da comunicação impressa, além de combater o greenwashing. No Brasil, a Two Sides foi lançada em abril de 2014 e tem apoio da (Sindigraf-SP), Associação Nacional de Jornais (ANJ), Associação Nacional dos Editores de Revistas (Aner) e outros representantes da cadeia do papel e da impressão.
 
O estudo da Two Sides Brasil, está disponível gratuitamente na web, confira:https://www.sendspace.com/file/6t289e
 

 

 

Artigos Populares

Links Rápidos

DFS 3500
Alceadeiras e Montadoras de Revistas

As Alceadeiras Duplo vieram para agilizar o fluxo de trabalho dentro da gráfica, aumentando a produtividade de seus trabalhos. Pode ser adquirida em módulos com 01 ou 02 torres e acoplar com grampo e dobra + refile frontal.

Saiba mais...
 

Duplicadores Duplo

Impressão monocromática, com várias cores disponíveis a seu gosto, os Duplicadores Digitais da Duplo imprimem com bastante qualidade. Você pode produzir cartas, informativos, manuais, livros em diversos formatos e gramaturas de papel. 

Saiba mais...

 

Galeria de Imagens